Recomendado / Por que investir em antiguidades?

  • São uma opção interessante para investir. São vendidas internacionalmente e revalorizadas com a revenda.
  • Oferecem-nos prazer e uma melhor qualidade de vida, elevando nosso espírito e sensibilidade.
  • Prestigiam e tornam mais agradáveis nossos cômodos no lar ou nosso local de trabalho.
  • Seus clientes ou convidados poderão desfrutar de peças de arte. Criará, assim, uma reputação muito melhor no trabalho.
  • Melhoram a atmosfera do lar e aumentam o prestígio social.
  • São únicas e são de propriedade exclusiva.
 

Quais as vantagens de investir em antiguidades?

O negócio das antiguidades tem sempre boas oportunidades para investir em bens que são revalorizados constantemente, inclusive em tempos de crise como vivemos na atualidade. É só questão de conhecer o suficiente para esperar que o mercado se expanda e que a demanda de produtos volte a subir. Muitos investidores utilizam as antiguidades como refúgio em tempos de crise. Investir em antiguidades não é um custo e pode chegar a ser um negócio muito auspicioso. Enquanto outras propriedades perdem seu valor uma vez compradas, no caso de um objeto desse tipo é completamente o contrário pois as antiguidades vão aumentando seu valor com o tempo.

Uma das vantagens é que pode começar a comprar lentamente, uma peça por vez, com pouco dinheiro e a medida que acrecentar mais peças, sem dúvida, tornar-se-á um especialista na matéria.

“Os bens escassos são sempre um refúgio, como as propriedades ou as obras de arte de qualidade, e é por isso que as pessoas compram objetos desse tipo” diz Eduardo Ruiz Moreno, diretor para a América Latina e a Espanha do Rothschild Management.

Se percebeu que investir na bolsa de valores é muitas vezes volátil, inclusive para as pessoas que sabem do tema, por que não investir em algo mais tangível como antiguidades?

Se comprar como investimento, a palavra-chave é “especialização”.

Quando realizar sua primeira compra, tem de tratar de aprender tudo o que puder. Por exemplo, nunca comprar peças imperfeitas. Checar sempre que os vidros ou cerâmicas não estejam quebrados ou rachados, pois desse tipo de coisas é que dependem os preços dos objetos.

Assegure-se também de que o objeto esteja bem restaurado. Hoje há poucos artesãos competentes e geralmente os preços aumentam segundo a restauração realizada.

Compre sempre a vendedores de antiguidades em quem confia. Isso lhe dará tranquilidade pois saberá que está realizando um investimento mais seguro ao tratar com alguém que possui conhecimentos e experiência.

Como não todas as antiguidades são revalorizadas, o comprador sempre deve saber que os objetos que foram de má qualidade no passado também serão de má qualidade no presente.

 

Como reconhecer a qualidade?

 

Basta um só olhar para perceber se a qualidade das terminações é ruim ou se a madeira utilizada é pobre. As peças que são boas manterão sua qualidade ao londo do tempo e isso estará refletido no preço.

Investir em antiguidades tem poucos riscos e, contrariamente à bolsa de valores, pode-se desfrutar dos investimentos enquanto se observa como seu preço vai subindo.

 

Comprar antiguidades é um bom investimento?

  • Sim. São vendidas no exterior, em todo o mundo. Os valores impulsionados pela demanda mundial são devidos às economias locais, assegurando-se assim sua recuperação.
  • Sim. Seu valor aumenta com as revendas. Enquanto desfruta de sua compra, elas vão ganhado valor e prestígio.
  • Sim. Grandes companhias as compram como investimento pois lhe conferem prestígio a suas marcas e melhoram o clima de negócios.
  • Sim. Muitos empresários tornam-se colecionadores. Depois, por meio de diferentes fundações, podem mostrar suas coleções e assim conseguir vantagens fiscais nos impostos.
  • Sim. Os colecionadores sempre tentam vender suas melhores peças, empurrando e subindo a demanda ao mesmo tempo que a oferta é restringida.
  • Sim. Esse tipo de peças são bens únicos com oferta limitada. Como são antiguidades são únicas e se esgotam rapidamente.
  • As operações sempre são realizadas com total sigilo e confidencialidade, evitando alertar terceiros sobre os investimentos realizados.
  • As antiguidades podem ser consideradas como um bem de família.
 

Quem possui ou compra antiguidades?

  • Aqueles que não se conformam com pouco e desejam um estilo de vida mais sofisticado.
  • Aqueles que querem aproveitar seus investimentos.
  • Aqueles que preferem a boa qualidade de um móvel antigo em vez de um móvel moderno.
  • Aqueles que desejam desfrutar de materiais nobres que hoje são impossíveis de conseguir ora pelos altos custos de produção ora porque as materias primas já estão esgotadas.
  • Aqueles que não pensam apenas em ter um carro de luxo.
  • Aqueles interessados em comprar esse tipo de bens, sabendo que estão realizando um excelente investimento.
  • Aqueles que já posuem antiguidades em sua família.
  • Aqueles que fazem parte de um pequeno grupo de pessoas com gostos refinados que acostumam viajar aos principais centros culturais do mundo.

Ajudam o meio-ambiente?

Comprar antiguidades é uma maneira de ajudar o meio-ambiente pois, ao reciclar e continuar utilizando esses produtos antigos, evita-se que novas árvores sejam taladas e se economiza energia. Desse modo, as antiguidades ajudam a preservar a ecologia.

Há peças pouco comuns?

  • Sim. Sua disponibilidade limitada as transforma em investimentos alternativos.
  • Em recuperação constante, são vendidasinternacionalmente. Seus valores são definidos pela demanda global sem se envolverem com economias locais. Seu valor de revenda aumenta constantemente.
  • São exclusivas e prestigiam. São um patrimônio cultural, o legado de nossos antepassados.
 

Quem pode comprar antiguidades?

Qualquer um. Todos podem. Não pense que precisará de milhões de dólares para investir em antiguidades ou para começar a comprar óbras de Picasso ou esculturas de Da Vinci. Pode começar comprando com investimentos mínimos.

Muitos dos maiores investidores começaram comprando peças pequenas e com a aquisição de novos conhecimentos ao longo dos anos chegaram a ser verdadeiros colecionadores.

Uma questão importante é o fato de ter muito bom gosto e aprender sobre as diferenças entre as peças boas e ruins.

Compre apenas peças que lhe deem prazer pois será quem vai vivê-las e aproveitá-las.

Esse é um negócio interessante em muitos aspectos graças aos benefícios econômicos e culturais que conseguirá obter.